Embromoterapia

  • 12 November 2010
  • aamato
No votes yet

Em primeiro lugar, gostaria de esclarecer que para mim, "glosa" é roubo. Quando um convênio decide não pagar por algo que você já fez, deveria ser chamado de roubo e não de glosa. Imagina você pegar um taxi e ao chegar no local desejado fala para o taxista: "não vou te pagar, porque seu trabalho foi glosado", ou então num restaurante para o garçom: "não precisa nem pegar a conta, porque ela foi glosada". Agora, quando é com o médico, parece normal "não vamos pagar a cirurgia porque ela foi glosada". Não interessa o trabalho que deu, o risco que correu e muito menos os anos de estudo necessários para poder realizar o procedimento... simplesmente foi glosado. A maneira mais fácil de fazer os glosadores sentirem tranquilos é menosprezar o trabalho alheio. Dizer que um procedimento foi mal indicado é fácil, principalmente se não tem embasamento nenhum.

Só o uso da glosa já me deixa enojado, imagina quando soube que existe um manual para lidar com os glosados:

“Se o cliente estiver muito irritado ou nervoso, diga a ele que a solução do seu problema será enviada – ainda hoje (em destaque), por e-mail”. Tem ainda um detalhe interessante neste astuto livreto, ele ensina passo-a-passo como ‘azeitar’ o cliente que teve sua fatura glosada, fazendo com que a atendente do setor de contas médicas recorra sempre a análise meticulosa de cada fatura. Como normalmente quem liga é o cliente glosado, se se fizer essa análise por telefone, ele terá um prejuízo com a sua conta telefônica. Se por ventura a ligação for feita através do telefone 0800, a atendente do convênio é instruída para dizer que está com um ‘probleminha no sistema” e por isso a análise vai demora um pouco…

Fonte: http://drglosas.blogspot.com/2009/01/as-glosas-e-embromoterapia.html

 

Por isso acredito que a melhor maneira de lidar com os convênios é por reembolso. O paciente lida direto com o médico, e o convênio acata a decisão de ambos. O médico recebe o justo, o paciente recebe um serviço honesto e o convênio faz o seu papel que é pagar as contas.

Tags: