Viagem Insólita e Viagem Fantástica

  • 23 August 2011
  • aamato
Average: 5 (1 vote)

Lembro da primeira vez que vi esses dois filmes, fiquei impressionado e com certeza influenciou na minha escolha profissional.

Tuck Pendleton (Dennis Quaid), um piloto de teste da Marinha, se ofereceu para uma experiência médica altamente perigosa: um submarino com Tuck no comando foi encolhido até o tamanho molecular, para ser inserido no corpo de um coelho vivo. Se bem sucedido, o teste poderá resultar em inovações radicais em técnicas cirúrgicas. Entretanto, alguns ladrões tentam roubar Tuck e o submarino enquanto ambos estavam miniaturizados e, por acidente, Tuck e o submarino acabam sendo injetados no corpo de Jack Putter (Martin Short), um amável balconista hipocondríaco. Assim, Jack tem de lidar com coisas que nunca mexeu na vida para tentar salvar Tuck.

O filme é baseado em outro, de 1966, chamado Fantastic Voyage (br: Viagem Fantástica) mas voltado para o lado da comédia.

 

Titulo Original: Innerspace (1987)
Título Traduzido: Viagem Insólita
Gênero: Ficção Científica – Aventura
Duração: 1 Hora e 59 Minutos
 

 

 

A Viagem Fantástica (1966):

Na história, tanto os Estados Unidos quanto a União Soviética desenvolveram tecnologia de encolhimento da matéria (miniaturização), mas sua utilidade era limitada pois os objetos reduzidos voltavam ao normal após um determinado período.

O cientista Jan Benes que trabalhava atrás da "Cortina de Ferro", conseguiu descobrir um meio do resultado do processo durar indefinidamente. Com a ajuda da CIA, ele fugiu para o Ocidente com seu segredo, mas um atentado contra a sua vida o deixou em coma, com um coágulo no cérebro.

Para salvar a vida do cientista, Charles Grant (o agente que o ajudou o fugir), o piloto Capitão Bill Owens, Dr. Michaels, o cirurgião Dr. Peter Duval e sua assistente Cora Peterson embarcam num submarino, o "Proteus", que é miniaturizado e injetado no corpo de Benes. A equipe tem uma hora para drenar o coágulo; após isso, o submarino vai começar a reverter ao tamanho normal, podendo ser detectado pelo sistema imunológico de Benes e possivelmente destruído.

A tripulação enfrenta muitos obstáculos durante a missão. Eles são desviados para o coração, ouvido e pulmões (onde se reabastecem de oxigênio nos alvéolos). Quando o aparelho à laser que seria usado no coágulo aparece destruído, a equipe descobre que um sabotador está a bordo. Ao chegarem ao cérebro, eles contam com poucos minutos para realizar a cirurgia e escapar do corpo.

 

 

Tags: