Menssagem de erro

Deprecated function: Function create_function() is deprecated em eval() (linha 1 de /home/xveinsco/asclepios.com.br/modules/php/php.module(80) : eval()'d code).

Piadas de tribunal

  • 25 November 2008
  • aamato
No votes yet

Recebi este email dizendo que estas são piadas retiradas do livro 'Desordem no tribunal'. Explicando que são coisas que as pessoas disseram, e que foram transcritas textualmente pelos taquígrafos que tiveram que permanecer calmos enquanto estes diálogos realmente aconteciam à sua frente. Bom, sendo este um site sério (mas com bom humor), tentei achar o tal livro e colocar um link para os leitores, porém não o encontrei. Encontrei um livro em ingles, chamado "Disorder in the Court" (http://www.amazon.com/Disorder-Court-Bob-Terrell/dp/0914875442/ref=pd_bb...), suponho que seja este, porem nao o li para ter certeza. De qualquer maneira, separei as histórias em que um médico é protagonista. Vale a pena ler. Não posso garantir veracidade de nenhuma delas.

Advogado : Doutor, quantas autópsias o senhor já realizou em pessoas
mortas?
Testemunha: Todas as autópsias que fiz foram em pessoas mortas...
_______________________________________________
Advogado : Doutor, o senhor se lembra da hora em que começou a examinar o
corpo da vitima?
Testemunha: Sim, a autópsia começou às 20:30h.
Advogado : E o sr. Décio já estava morto a essa hora?
Testemunha: Não... Ele estava sentado na maca, se perguntando porque eu
estava fazendo aquela autópsia nele.
_______________________________________________
Essa é a melhor

Advogado : Doutor, antes de fazer a autópsia, o senhor checou o pulso da
vítima?
Testemunha: Não.
Advogado : O senhor checou a pressão arterial?
Testemunha: Não.
Advogado : O senhor checou a respiração?
Testemunha: Não.
Advogado : Então, é possível que a vítima estivesse viva quando a
autópsia começou?
Testemunha: Não.
Advogado : Como o senhor pode ter essa certeza?
Testemunha: Porque o cérebro do paciente estava num jarro sobre a mesa.
Advogado : Mas ele poderia estar vivo mesmo assim?
Testemunha: Sim, é possível que ele estivesse vivo e cursando Direito em
algum lugar!!!